30.8 C
Campo Grande
terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Com aumento da temperatura, SES alerta para acidentes com escorpiões no Estado

Com o aumento das temperaturas e início do período de reprodução dos escorpiões a SES (Secretaria de Estado de Saúde), por meio do Ciatox (Centro de Informação e Assistência Toxicológica), alerta para os riscos de acidentes com a espécie.

No período de janeiro a junho deste ano, a SES registrou 2.234 casos de acidentes com escorpiões, sendo 673 somente em Campo Grande. O Ciatox possui suporte técnico-científico, orientação, conduta em toxicologia clínica e notificação, podendo ser acionado pelo telefone. Somente neste ano o Ciatox já atendeu 75 casos por telefone.

Escorpiões são aracnídeos de hábitos noturno e são a principal causa de acidentes por animais peçonhentos no Brasil. Em Mato Grosso do Sul três grandes espécies são mais comuns, conhecidas como escorpiões-amarelos, que geralmente vivem no esgoto por onde conectam às residências, pelos ralos da cozinha e banheiro, e podem causar sérios acidentes.

Com aumento da temperatura, SES alerta para acidentes com escorpiões no Estado

O médico e responsável clínico pelo Ciatox, Alexandre Moretti de Lima, diz que a atenção da população é importante, em especial devido ao aumento das temperaturas. “Vamos ver agora com o início da primavera e também do verão, quando as temperaturas tendem a ficar mais altas, uma maior quantidade de casos, pois os escorpiões saem das suas tocas, dos seus esconderijos e é aí que acontece o acidente, então é preciso ter o cuidado”.

Prevenção

Para evitar acidentes com escorpião, o Ciatox recomenda:

•       Uso de água sanitária nos ralos e frestas de portas; 
•       Instalação de barreiras mecânicas nas portas;
•       Evitar o acúmulo de entulhos;
•       Fechar frestas e rachaduras nas paredes, evitando que o animal entre nas residências;
•       Manter o ralo do banheiro fechado após o banho;
•       Manter as caixas de gordura bem vedadas.

E caso ocorra um acidente, é necessário lavar o local da picada com água e sabão. A vítima deve procurar, imediatamente, a unidade de saúde mais próxima para melhor atendimento.

Na unidade de saúde o paciente fica em observação e é avaliado quanto a gravidade do quadro. É muito importante redobrar a atenção com crianças e idosos, pois a picada de escorpião pode levar a morte.

“Geralmente, os pacientes apresentam quadros mais leves, sendo necessária somente a analgesia, o bloqueio anestésico, porém, em crianças e idosos existe uma gravidade desses casos, com necessidade de soro antiescorpiônico para neutralizar os efeitos do veneno. Nem todos vão evoluir com essa necessidade de aplicação do soro”, explica Moretti.

E ao matar um escorpião, se possível, recolha e leve ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de seu município para auxiliar na identificação e medidas de prevenção e controle da espécie na sua cidade.

A utilização de medidas preventivas no ambiente é a melhor maneira de controlar o contato do homem com o escorpião e assim impedir os acidentes.

Serviço
Em caso de dúvidas, entre em contato com o Ciatox pelos telefones: (67) 3386-8655 e 0800-722-6001 e 150.

A equipe oferece teleatendimento a profissinais de saúde, diagnóstico e identificação de animais peçonhentos e plantas tóxicas.

Kamilla Ratier, SES

Leia também

Últimas Notícias

Fale com a Rádio Olá! Selecione um contato.