Campo Grande, Terça-feira 19 de março de 2019
07/01/2016 07h37 - Atualizado em 07/01/2016 07h37

Governador e Ministro da saúde lançam Plano de contingência contra o Aedes Aegypti nesta quinta


Por Jefferson Gonçalves – Secretaria de Saúde

Chico Ribeiro Chico Ribeiro

O governador Reinaldo Azambuja e o ministro da saúde Marcelo Castro realizam nesta quinta-feira (7), às 15h no auditório da governadoria, a assinatura de compromissos voltados para as ações de saúde em Mato Grosso do Sul.

Como uma das principais ações para o enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, chikungunya e agora o vírus Zika, o ministro da saúde Marcelo Castro fará o lançamento do Plano Nacional de Contingência ao Aedes aegypti. A Secretaria de Estado de Saúde também apresentará e lançará o seu Plano Estadual de Combate Imediato ao Aedes Aegypti, que designa ações específicas, além do monitoramento e fiscalização dos locais com focos e criadouros do mosquito em Mato Grosso do Sul.

Hospital do Trauma

Durante a solenidade, o ministro Marcelo Castro e o governador Reinaldo Azambuja assinam o documento para a licitação de retomada das obras do Hospital do Trauma em Campo Grande. A obra terá um investimento de R$ 8 milhões, com participação do Governo do Estado, prefeitura de Campo Grande e Governo Federal.

O governador Reinaldo Azambuja também assina o início das obras do Hospital de Câncer Alfredo Abraão, que concluirá os setores do subsolo e térreo. O Governo do Estado também oficializa ao ministro da saúde Marcelo Castro, a solicitação de cedência de um acelerador linear para o Hospital de Câncer em Campo Grande.

Também será assinado pelo ministro Marcelo Castro os termos aditivos do Contrato Organizativo de Ação Pública de Saúde (COAP) para Mato Grosso do Sul. O COAP é um acordo de colaboração entre os três entes federativos, no âmbito de uma Região de Saúde. O objetivo é organizar e integrar as ações e os serviços de saúde e garantir a integralidade da atenção à saúde da população. Em Mato Grosso do Sul, a assinatura dos termos aditivos será convalidada para as quatro macrorregiões de saúde (Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá)

Seja o primeiro a comentar!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.