Campo Grande, Sexta-feira 24 de maio de 2019
07/05/2019 16h56 - Atualizado em 07/05/2019 16h56

Suposto ex-secretário de Pavão é executado com mais de 20 tiros de pistola

Crime ocorreu por volta do meio-dia desta terça-feira, na fronteira

Por Renan Nucci - Midiamax

Foto Porã News Foto Porã News

Homem identificado como Hugo Orlando Escobar Ayala, de 39 anos, também conhecido como "Salame", foi executado com mais de 20 tiros de pistola calibre 9 milímetros na manhã desta terça-feira, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na fronteira com o município sul-mato-grossense de Ponta Porã, a 298 quilômetros de Campo Grande.

Ele é apontado como ex-secretário do narcotraficante Jarvis Chimenes Pavão , motivo pelo qual não é descartado acerto de contas do crime organizado. De acordo com o site Porã news, ele seguia a bordo de uma Toyota Hilux pela área central de Pedro Juan Caballero, quando foi abordado pelos pistoleiros que se aproximaram em uma Amarok.

Ao todo, foram mais de 20 tiros e Hugo morreu no local, antes mesmo que pudesse ser socorrido. Familiares estiveram no local e alegaram que ele vinha trabalhando como funcionário em uma universidade de medicina no Paraguai. Em dezembro do ano passado, ele foi preso em uma operação da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), em Yby Yau.

Além dele, também haviam sido presos os brasileiros Daniel Ferreira da Costa e Alexandre Carvalho, suspeitos de lavagem de dinheiro, associação criminosa e porte ilegal de armas. A ação também teve como alvo Jarvis Pavão e Carlos Antonio. A Divisão de Homicídios apura o caso.

Envie seu Comentário