Campo Grande, Quarta-feira 20 de março de 2019
11/01/2019 13h28 - Atualizado em 11/01/2019 13h28

O que se pode esperar da eleição de 2020 em Rio Brilhante


Por Redação

A atividade política é algo que não cessa em tempo algum, nem mesmo em um período imediato ao término de uma eleição, aliás, no Brasil se faz uma eleição já pensando em outra. Diante disso é natural que muitas articulações estejam acontecendo com vistas à eleição municipal que ocorrerá daqui a dois anos.

Política em Rio Brilhante, até um tempo atrás era algo totalmente previsível. O grupo detentor do poder se alternou entre dois partidos ou dois grupos. Ou seja, entre o PSDB e o MDB (entre o grupo do atual Prefeito Donato e o grupo do Ex-Prefeito Sidinei Foroni).

Para as eleições de 2020 o quadro não é tão definido, embora seja claro que o ex-prefeito Foroni irá tentar voltar ao poder, o mesmo terá pela frente uma briga interna dentro do grupo onde o Empresário e Fazendeiro Davi Vicense, juntamente com algumas lideranças descontentes com atitude de Sidinei Foroni, vem articulando para ser o nome da vez do grupo.

De outro lado o grupo do atual Prefeito Donato, mesmos com algumas baixas, também deverá lançar um nome para a disputa eleitoral de 2020. Dentre os possíveis nomes circula nos bastidores o nome do atual Presidente do Sindicato Rural como um nome forte e de consenso para reunir o grupo novamente e se recolocar no páreo novamente. Nesta possibilidade a procura dentro do grupo seria de um nome que tenha condições de ser o Vice e que tenha circulação junto aos Assentamentos e a periferia da Pequena Cativante. Além de ter o nome aceito no Distrito de Prudêncio Thomaz. Há quem diga que o Vereador Adãozinho poderia se enquadrar neste perfil.

Nesse quadro hipotético de uma eleição polarizada entre esses dois grupos, o favoritismo é do atual prefeito, embora não tenha se preocupado muito com aliados, tendo governado praticamente com o seu partido, o prefeito conseguiu alcançar um bom resultado na eleição geral de 2018, mesmo um pouco aquém do esperado. Somado a isso, o fato de ser o detentor do poder o coloca em situação favorável. O grupo oposicionista ainda não projetou um nome para ser trabalhado para a disputa em razão da disputa interna entre o ex-prefeito Foroni e Davi Vicensi. É bem verdade que os vereadores João Pedro e Adailton podem ter interesse em encabeçar uma chapa oposicionista, mas dificilmente teriam o apoio de todo o grupo.

Não se pode descartar um pleito com mais de duas candidaturas competitivas, embora Rio Brilhante não tenha essa tradição de pulverização de candidaturas. Bancar uma candidatura alternativa viável não é uma missão fácil, mas é possível que a próxima eleição caminhe pra isso, um quadro de mais de duas candidaturas com chances de vitória.

Com as novas regras de eleição proporcional a configuração partidária atual, bastante fragmentada, pode dar lugar a partidos fortes, como o DEM hoje presidida pelo Vereado José Maria (NO), PSL que tem a frente Capitão Aldo Benevides e o PSD atualmente com Diretório desativado no município e sem nenhum nome de expressão na lista de filiados. É provável que um partido abrigue lideranças de diversos outros partidos, hoje a chance do PSL se tornar uma grande força política no município é grande, principalmente pelos deputados e senadores do partido que foram eleitos e são apoiados no município, tanto pela perspectiva de crescimento da sigla em todo estado, apesar de na atualidade o grupo do PSL não ter muita representatividade na cidade de Rio Brilhante.

Entre nomes com condição de abraçar uma candidatura majoritária alternativa podemos citar o atual presidente da Câmara de Vereadores, José Maria Caetano (NO), o vereador Everton Cristiano e o atua vice-prefeito Marcio Belone que rompeu com o Prefeito e sonha com uma vaga na majoritária em um possível terceira via e até mesmo um nome novo na política, como o Produtor Rural Luciano Manfio que vem sendo namorado pelo grupo do atual prefeito.

Luciano Manfio nunca declarou a pretensão de ser candidato, mas mantém uma relação muito próxima com diversos políticos da cidade, além de ser muito presente em praticamente todos os eventos de grande porte que acontecem no município. O Ruralista sempre demonstrou seu apreço com a cidade de Rio Brilhante e tem buscados promover diversos projetos sociais que tem beneficiado a sociedade carente de sua cidade.

Inicio de ano é tempo de confraternização e o tema política deve ser bem abordado durante todos os encontros que envolvam políticos e se alguém quiser se projetar como candidato viável para o cargo de prefeito em 2020 o momento ideal para as articulações será agora, pois construir uma candidatura fora dos dois grupos existentes é algo que exige tempo e muita conversa. Quem sabe 2019 se iniciem com novos movimentos nesse sentido.

Envie seu Comentário