Campo Grande, Quinta-feira 24 de janeiro de 2019
10/01/2019 08h50 - Atualizado em 10/01/2019 08h50

Dupla grava vídeo sobre a vida sexual de 11 mulheres e vai parar na cadeia

Homens foram presos e dois adolescentes levados para a delegacia e depois liberados após vídeo espalhar e denúncia de vítimas

Por Viviane Oliveira-Campo Grande News

Fachada da Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo (Foto: Correio do MS) Fachada da Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo (Foto: Correio do MS)

Dois homens foram presos e dois adolescentes apreendidos por divulgar vídeo nas redes sociais difamando um grupo de mulheres em Ribas do Rio Pardo, distante 103 quilômetros de Campo Grande. O caso aconteceu esta semana, mas foi divulgado ontem (9).

Conforme a Polícia Civil, um adolescente criou um vídeo difamando várias garotas da cidade. Além disso, outro garoto compartilhou as imagens em no seu status do WhatsApp e nas redes sociais. Os suspeitos identificados apenas como Rafael, 21 anos, e Lucas, 18 anos, aproveitaram a situação e publicaram comentários ofensivos, relacionado ao vídeo, no Facebook.

"Todas as meninas do vídeo são marmitas e quem criou o grupo deveria ganhar um prêmio", postou Rafael na rede. Já Lucas reforçou a ideia do colega dizendo que faria as meninas de "marmitex". Termo pejorativo se referindo a mulher que só serve para sexo.

A situação causou revolta das vítimas e grande repercussão na cidade, pois o vídeo foi parar em grupo e redes sociais de vários municípios como Campo Grande, Água Clara e Três Lagoas. Depois de ouvir todos os envolvidos, a Polícia Civil prendeu Rafael e Lucas em flagrante.

Eles vão responder por onze crimes de difamação, pois foram onze vítimas. Já os menores vão responder por ato infracional análogo ao mesmo crime. O site Campo Grande News tentou falar com o delegado, mas não conseguiu. O conteúdo do vídeo não foi divulgado.

Envie seu Comentário