Campo Grande, Segunda-feira 22 de abril de 2019
08/04/2019 12h30 - Atualizado em 08/04/2019 12h30

Começa nesta quarta a campanha de vacinação contra a influenza em Campo Grande

A previsão é de que o Ministério da Saúde disponibilize para Campo Grande 219 mil doses da vacina durante toda a campanha.

Por G1 MS

Começa nesta quarta-feira, 10 de abril e segue até o dia 31 de maio a campanha de vacinação contra a influenza em Campo Grande. A imunização será feita nas 68 unidades básicas de saúde (UBS) e de saúde da família (UBSF). A meta este ano é imunizar 90% do público alvo.

A previsão é de que o Ministério da Saúde disponibilize para Campo Grande 219 mil doses da vacina durante toda a campanha, que serão repassadas de forma programada seguindo cronograma pré-estabelecido em conformidade com a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Conforme a coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da SESAU, o primeiro grupo a ser priorizado será o das crianças menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias) e gestantes , ampliando assim para os demais grupos a partir do dia 22 de abril.

Público-Alvo

Integram o grupo prioritário para receber a dose da vacina os indivíduos com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, professores de escolas públicas e privadas, indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Dia D

O Dia D de mobilização da campanha está previsto para acontecer no dia 4 de maio. Todas as unidades básicas e de saúde da família estarão mobilizadas para vacinar as pessoas pertencentes ao público-alvo exclusivamente contra a gripe.

Trailer

Do dia 29 de abril ao dia 5 de maio a Sesau irá disponibilizar um trailer que ficará na Praça Ary Coelho para fazer a imunização contra a gripe. É estritamente necessário a apresentação de documento que comprove que a pessoa é pertencente ao grupo de risco.

Documentação

Para receber a dose, todos os indivíduos do grupo de risco devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia), documento pessoal de identificação e a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos os doentes crônicos, devem apresentar laudo médico ou atestado da doença, podendo ser aceita cópia do receituário médico recente, as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; profissionais de saúde: a carteira de conselho ou holerite; os indígenas: cadastro na SESAI.

O controle mais rigoroso para imunizar as pessoas do grupo de risco é para atender as recomendações do Ministério da Saúde, que não deve disponibilizar doses extras.

Envie seu Comentário