Campo Grande, Segunda-feira 22 de abril de 2019
19/03/2019 16h32 - Atualizado em 19/03/2019 16h32

Em um mês, Fábio Trad assume liderança da Câmara e coordenação da principal comissão da Casa

Parlamentar foi indicado coordenador da bancada da CCJC exatamente um mês após assumir vice-liderança da Câmara dos Deputados

Por Assessoria de Imprensa

CCJC tem a missão de analisar previamente todos os projetos de Lei, entre eles a Reforma da Previdência

O deputado Fábio Trad (PSD-MS) foi reconduzido ao cargo de coordenador da bancada peesedista na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados (CCJC).

Na manhã desta terça-feira (19) o líder do PSD, o deputado André de Paula (PSD/PE) encaminhou ao presidente da CCJC, deputado Felipe Francischini (PSL/PR), ofício de indicação do parlamentar sul-mato-grossense que, com a nomeação, passa a exercer, pelo segundo ano consecutivo, função de liderança na mais importante comissão da Casa de Leis.

"Trata-se de uma comissão fundamental, que vai protagonizar os grandes momentos políticos nesta legislatura, como as reformas. Por isso, assumo essa liderança com grande responsabilidade e senso cívico".

Prerrogativas – Nas comissões, os líderes tem a prerrogativa de tratar das relatorias, encaminhar as votações, pedir verificação do quórum para validar uma determinada votação, mesmo que não seja integrante da comissão, assumindo, quando necessário, a presidência da mesa.

Também compete aos líderes indicar os parlamentares para compor as comissões e, a qualquer tempo, substituí-los.

São eles, ainda, que indicam os candidatos a presidente das comissões a que tem direito seu partido/bloco. Os líderes também podem solicitar a criação de uma comissão especial para analisar uma proposta mais complexa.

Líder também na Câmara

A indicação do deputado Fábio Trad à coordenação partidária da CCJC ocorre precisamente um mês após sua nomeação como um dos líderes do partido na Câmara dos Deputados. No último dia 19 de fevereiro ele havia sido indicado – também pelo ano consecutivo – a vice-líder do PSD e do maior bloco da Casa (PSL, PP, PSD, MDB, PR, PRB, PSDB, DEM, PTB, PSC, PMN), com 301 dos 513 parlamentares.

"Trata-se de um fato político importante porque o espaço amplia o poder de vocalizar a defesa das teses que importam ao Mato Grosso do Sul e ao Brasil neste delicado momento político", disse o parlamentar peesedista

Envie seu Comentário