Campo Grande, Segunda-feira 22 de outubro de 2018
10/02/2018 11h42 - Atualizado em 10/02/2018 11h42

Despreparo, Truculência e Machismo, marcam a visita do deputado Jair Messias Bolsonaro em Dourados


Por Leandro Medina

Jair Bolsonaro em coletiva de imprensa em Dourados (Foto - Gisele Almeida/ Dourados News) Jair Bolsonaro em coletiva de imprensa em Dourados (Foto - Gisele Almeida/ Dourados News)

O deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência da República nas eleições de outubro deste ano, esteve em Dourados e foi aclamado por seus milhares de apoiadores, o presidenciável, chegou a ser carregado nos braços. Cumpriu agenda e concedeu entrevista coletiva à imprensa.

Jair Bolsonaro garante não estar preocupado se seu discurso radical vai espantar eventuais apoiadores e o dinheiro que eles normalmente trazem. Prefere a sua típica saída diante das questões incômodas: ao ser questionado pela Jornalista Lia Nogueira sobre questões de segurança pública o Presidenciável, como de costumes com as mulheres, proferiu respostas que demostra o total despreparo e falta de respeito com os profissionais da imprensa.

Lia Nogueira, foi duramente criticada nas redes sociais, em alguns casos até ofendida por internautas.

Um discurso autoritário e abertamente preconceituoso, que no momento a violência verbal é seu argumento, pela falta de respeito ou de conhecimento, um método utilizado para cativar sua audiência.

"Até com você, estou vendo que você é uma senhora, pouquinho baixinha, pouquinho fraca"

— Jair Bolsonaro

Chegou a dizer certa vez em entrevistas que é "preconceituoso com muito orgulho", que "seria incapaz de amar um filho homossexual", que a "mulher deve ganhar um salário menor porque engravida", que a "ditadura deveria ter matado uns 30 mil, a começar por Fernando Henrique Cardoso", e que, como capitão do Exército, sua "especialidade é matar".

Bolsonaro continuará o mesmo outsider radical de sempre, fantasiado de "chamado divino" para salvar o país "dessa esculhambação". Com a voz um tom acima, se mantem durão e inflexível, ainda que nos bastidores a sua postura seja exatamente a oposta e manterá o perfil antissistema valorizado por um eleitorado desiludido com o sistema político, e que nunca fez nada pra mudar isso.

Mais uma vez Bolsonaro mostrou que não está pronto para um debate democrático, aberto ao público, formado por simpatizantes, críticos e curiosos.

A visita do presidenciável, não acrescentou nada além do que já se sabe pelas redes sociais, e pela grande mídia, que são propostas desconexas, polemicas, e um discursos que se perde pela incapacidade.

Seja o primeiro a comentar!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.