Campo Grande, Segunda-feira 17 de dezembro de 2018
08/11/2018 20h56 - Atualizado em 08/11/2018 20h56

Vereadores de Rio Brilhante visitam projeto de aterro sanitário em Sidrolândia


Por Assessoria de comunicação – CMRB/Oséias Pereira

Os vereadores Adão Evandro, Éverton Cristiano é José Maria-Nó estiveram na tarde desta quinta feira (08), na cidade de Sidrolândia, para visitar um projeto de Aterro Sanitário implantado no município, pela empresa Elite Max Ambiental Central Norte Paranaense de tratamento e disposição final de resíduos – EIRELE-ME.

Na visita, os parlamentares foram recebidos pelo presidente Sr Valdenir Bueno, diretores e advogados da empresa Elite Max Ambiental. No encontro estiveram também os colegas vereadores Valdecir José Carlos Henrique e Wilson Peres, do município de Sidrolândia, e o Capitão Edcezar Zeilinger.

A ideia dos legisladores rio-brilhantenses é buscar solução para diminuir os impactos causados pelo projeto de Lei, sobre a taxa para coleta de resíduos sólidos.

"A princípio, o impacto causado pela cobrança da taxa foi de revolta e polêmica por parte da população, mas hoje, com os resultados benéficos o que se vê é satisfação dos moradores sidrolandenses, além de estarmos legalizados com a exigência do meio ambiente, estamos contribuindo com o meio ambiente", disse o vereador Valdenir José.

O Projeto em Sidrolândia

As instalações do aterro sanitário de Sidrolândia foi planejado em uma área de 16 hectares, as margens da MS-162, saída para Quebra Coco. O projeto exigiu um investimento de aproximadamente R$ 2,5 milhões. Sob a cratera existe uma manta feita de polietileno de alta densidade, texturizadas nas duas faces com espessura de dois milímetros, para proteger o solo que receberá os resíduos evitando a contaminação do lençol freático da região, com o tempo de execução da obra de três anos.

Segundo informações do diretor da empresa Sr Valdenir Bueno, o aterro tem condições de receber 30 toneladas de lixo coletadas diariamente na cidade. Além de receber e dar tratamento aos resíduos, a empresa é responsável pela recuperação da área onde está instalado o lixão que recebia há anos o lixo produzido pela população de Sidrolândia.

A Câmara Municipal, atendendo ao requerimento do vereador Adão Evandro Pereira Leite, no próximo dia 20, estará realizando uma audiência pública, onde será debatido sobre o Projeto de Lei do Executivo Municipal, acatando uma exigência do Ministério Público, sobre a cobrança da taxa dos resíduos sólidos do município.

Envie seu Comentário